Loading...
Loading...
O EAC informa: as fichas preenchidas deverão ser entregues até o dia 20/05 impreterivelmente. Informa também que está sendo passada uma rifa de um sofá-cama, no valor de R$ 2,00 e que será sorteada no dia 05/07.

segunda-feira, 16 de Junho de 2008

49° EAC


O EAC é muito bom mas so conhece quem freqüenta vai... EXPERIMENTA..EXPERIMENTA!!!

Muuuuito OBRIGADO a todos que trabalharam ou que ajudaram de alguma maneira para que esse Eac saisse PERFEITO do jeito que saiu!! =)
Mas o Eac não acabou no final de semana..ele continua todos os sábados as 16h!! Não se esqueçam =P!! Contamos com a presença de cada um lá!!

E claro não podiamos deixar de agradecer a razão desse encontro..NOSSO MELHOR AMIGO: JESUS que tanto nos ajudou e nos deu Força,Garra,todo o seu Amor,sua Paz e União para que conseguissemos fazer o Seu encontro!! E claro a Nossa Mãezinha que esteve em todos os momentos nos amparando com seu colo e nos protegendo com seu manto!!
SEM ELES NÃO SOMOS NADA!!!

É isso ai gente..estamos no caminho certo.. =)
EÔ..EÔ..O EAC ARREBENTOU!!

sábado, 7 de Junho de 2008

DEUS FEZ TUDO, MESMO?


Um professor ateu desafiou seus alunos com esta pergunta:

- Deus fez tudo que existe?

Um estudante respondeu corajosamente:

- "Sim, fez!"

- Deus fez tudo, mesmo?

- Sim, professor, respondeu o jovem.

O professor replicou:

- Se Deus fez todas as coisas, então Deus fez o mal, pois o mal existe, e considerando-se que nossas ações são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mal.

O estudante calou-se diante de tal resposta e o professor, feliz, se vangloriava de haver provado uma vez mais que a Fé era um mito.

Outro estudante levantou sua mão e disse:

- Posso lhe fazer uma pergunta, professor?

Sem dúvida, respondeu-lhe o professor.

O jovem ficou de pé e perguntou:

- Professor, o frio existe?

- Mas que pergunta é essa? Claro que existe, você por acaso nunca sentiu frio?

O rapaz respondeu:

- Na verdade, professor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é ausência de calor. Todo corpo ou objeto pode ser estudado quando tem ou transmite energia, mas é o calor e não o frio que faz com que tal corpo tenha ou transmita energia. O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Criamos esse termo para descrever como nos sentimos quando nos falta o calor.

- E a escuridão, existe? Continuou o estudante.

O professor respondeu:

- Mas é claro que sim.

O estudante respondeu:

- Novamente o senhor se engana, a escuridão tampouco existe. A escuridão é na verdade a ausência de luz. Podemos estudar a luz, mas a escuridão não.Escuridão é um termo que o homem criou para descrever o que acontece quando não há luz presente.

Finalmente, o jovem estudante perguntou ao professor:

- Diga, professor, o mal existe?

Ele respondeu:- Claro que existe. Como eu disse no início da aula, vemos roubos, crimes e violência diariamente em todas as partes do mundo, essas coisas são o mal.

Então o estudante respondeu:

- O mal não existe, professor, ou ao menos não existe por si só. O mal é simplesmente a ausência de Deus. É, como nos casos anteriores, um termo que o homem criou para descrever essa ausência de Deus. Deus não criou o mal. Não é como a Fé ou o Amor, que existem como existe a Luz e o Calor. O mal resulta de que a humanidade não tenha Deus presente em seus corações.É como o frio que surge quando não há calor, ou a escuridão queacontece quando não há luz."

JUVENTUDE, DOM DE DEUS

Amor: o ponto de encontro entre a Igreja e os jovens
"Escrevo a vocês, jovens, porque são fortes: venceram o Maligno" (1João 2,13)

Estas palavras do apóstolo João demonstravam que a Igreja, desde o início, teve uma atenção especial para com a juventude. Considerando-a, sempre, não como problema, mas como dom de Deus, conforme afirmou o Papa João Paulo II. Dom de Deus porque a juventude é um tempo concedido pelo Senhor como presente. É necessário, pois, não esbanjar esse dom, mas administrá-lo com responsabilidade, a fim de que produza frutos para a vida do mundo e da própria Igreja.

Mas, afinal de contas, o que é a juventude? Não é simplesmente aquela etapa da vida que corresponde a determinado número de anos.

A juventude é o tempo de procura de respostas para questões fundamentais: qual o sentido da vida? Que significa ser livre? No evangelho, um jovem pergunta a Jesus: "Bom Mestre, o que devo fazer para possuir a vida eterna?"

A juventude é também tempo da procura do amor, que consiste em se responsabilizar pelo outro, pelo respeito à sua dignidade, pelo seu crescimento como pessoa, pela sua felicidade. É o tempo em que o jovem procura construir um projeto concreto para a vida.

Enfim, a juventude é o tempo do dever, isto é, tempo em que a pessoa se percebe, de modo intenso, responsável por si mesma, pelo bem comum da sociedade e pelo futuro do mundo. Com muita propriedade, João Paulo II afirmou que os jovens são as sentinelas do amanhã.

A Igreja está consciente de tantos perigos que hoje ameaçam, sobretudo, os jovens. Ela recorda às autoridades da Nação o dever que têm de sanar, com medidas eficazes e urgentes, os obstáculos que levam tantos jovens ao desânimo e à perda de esperança com relação ao futuro: analfabetismo, desemprego, falta de oportunidade de ingresso em escolas de boa qualidade, que os qualifiquem profissionalmente para enfrentar as exigências do mercado de trabalho.

Na mensagem que dirigiram à juventude, por ocasião da 44ª Assembléia Geral da CNBB, os Bispos renovam o compromisso de acolher os jovens e ajudá-los com novas metodologias na sua formação humana e cristã. Nossas dioceses, paróquias e comunidades se propõem a adotar instrumentos pastorais para que eles sejam não só destinatários, mas sujeitos da evangelização, sobretudo com relação ao mundo juvenil. A evangelização é resposta a uma busca, pois todas as pessoas, sobretudo os jovens, de modo misterioso, estão à procura de alguém que seja, de fato, Caminho, Verdade e Vida. Só Cristo é capaz de dar sentido profundo à nossa vida.

Para atingir este objetivo, a Igreja, inspirada nos ensinamentos do Papa Bento XVI em sua encíclica Deus Caritas Est, quer se esforçar para ser, cada vez mais, a Igreja da Caridade, fazendo do amor o centro de sua mensagem. Fazendo do amor o ponto de encontro entre ela e os jovens.
Dom Benedito Beni

domingo, 25 de Maio de 2008

É PRA VOCÊ...

Sião dizia: O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-me.
Acaso pode uma mulher esquecer-se do seu bebé, não ter carinho pelo fruto das suas entranhas? Ainda que ela se esquecesse dele, eu NUNCA te esqueceria.
Is 49, 14-15

TESTEMUNHOS


Em vão se esforça o homem em se fazer santo, se Deus não o amparar com o seu poder.
(Sto. Afonso de Ligório)

SÓ DÊ OUVIDOS A QUEM AMA VOCÊ


O que o salva não é o que os outros acham a seu respeito

Só dê ouvidos a quem o ama. Outras opiniões, se não fundamentadas no amor, podem representar perigo. Há pessoas que vivem dando palpite na vida dos outros; o faz porque não são capazes de viver bem a própria vida. São especialistas em receitas mágicas de felicidade, de realização, mas quando precisam fazer a receita dar certo na própria história, fracassam.

Existem pessoas que gostam de fazer a vida alheia a pauta principal de seus assuntos. Elas possuem solução para todos os problemas da humanidade, menos para os seus. Dão conselhos, propõem soluções, articulam, multiplicam, subtraem, fazem de tudo para que o outro faça o que elas querem.

Só dê ouvidos a quem ama você, repito. Cuidado com as acusações de quem não o conhece. Não coloque sua atenção em frases que o acusam injustamente.

Há muitos que passam a vida feridos porque não souberam esquecer os insultos maldosos. Prenderam a atenção nas palavras agressivas e acreditaram no conteúdo mentiroso delas.

Há outros que carregam o fardo permanente da irrealização porque não se tornaram capazes de esquecer a palavra maldita, o insulto agressor. Por isso repito: só dê ouvidos a quem o ama. Não se ocupe demais com as opiniões de pessoas estranhas. Só a cumplicidade e conhecimento mútuo podem autorizar alguém a dizer alguma coisa a respeito do outro.

Ando pensando no poder das palavras. Há palavras que bendizem; outras, que maldizem. Descubro cada vez mais que Jesus era especialista em palavras benditas. Quero ser assim também. Além de bendizer com a palavra, Ele também era capaz de fazer alguém esquecer a palavra que o amaldiçoou. Evangelizar consiste em fazer o outro esquecer o que nele não presta, e que a palavra maldita insiste em lembrar.

Quero viver para fazer esquecer... Queira também. Nem sempre eu consigo, mas eu não desisto. Não desista também.

Há mais beleza em construir do que em destruir. Repito: só dê ouvidos a quem ama você. Tudo o mais é palavra perdida, sem alvo e sem motivo santo. Só mais uma coisa: Não se preocupe tanto com o que acham de você. Quem geralmente acha algo, não achou nem sabe ver a beleza dos avessos que nem sempre você revela. O que o salva não é o que os outros andam achando... Mas é o que Deus sabe a seu respeito.

Pe. Fábio de Melo - Psicólogo, professor, cantor, compositor, escritor e padre.
12/05/2008 - 14h00

sábado, 24 de Maio de 2008

A VERDADE SOBRE A ASTROLOGIA

A astrologia foi obrigada a engolir três sapos...


Uma das perguntas mais comuns entre as pessoas é: qual o seu signo? Na maioria dos jornais, das revistas e de outros meios de comunicação também está presente a seção dedicada ao horóscopo ou astrologia. O horóscopo é a "previsão" sobre o futuro das pessoas, países...realizado por astrólogos. Chama-se essa prática de astrologia que nada mais é que uma antiga prática ocultista, em que se crê na influência dos astros nos acontecimentos da vida.

A ciência já provou não existir nenhuma consistência nessa crença. É importante pensarmos sobre certos pontos da astrologia:-A astrologia surgiu em tempo em que se pensave que os astros giravam em torno da terra, quando na verdade ele gira em torno do sol.

-O número de planetas reconhecidos pelos astrólogos até 1781 era de seis. Nesse mesmo ano foi descoberto Urano; Netuno em 1846 e Plutão em 1930. Fica uma questão: se os astros exercem alguma influência sobre o comportamento humano, então eles têm poder mesmo ainda não sendo conhecidos. E como os astrólogos podem determinar o destino de alguém se existem forças desconhecidas?

-Gêmeos idênticos deveriam ter o mesmo caminho traçado pela estrelas e pelos planetas. Entretanto, a realidade é outra: existe a possibilidade de um viver e outro morrer no nascimento; no decorrer da vida, um poderá ter sucesso e outro fracasso...

O prof. Sérgio Menge de Freitas da Universidade Federal do Rio de Janeiro deixou-nos um artigo em que escreve:
"A astrologia nasceu coerente com a astronomia de uma época. De lá para cá, a astronomia progrediu muito, e a astrologia praticamente não incorporou progresso algum da astronomia, a não ser quando foi obrigada a 'ENGOLIR TRÊS SAPOS': adotou Urano, Netuno e Plutão...Enfim, incorporou os três, mas não incorporou satélites, associações reais ente estrelas, galáxias, pulsars, quasars, buracos negros, etc".

A bíblia é muito clara quanto à proibição da prática da astrologia:"Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia , aos agouros, ao feiticismo, à magia, ao espiritismo, à adivinhação ou invocação dos mortos, porque o Senhor, Teu Deus, abomina aqueles que se dão a essas práticas..."
(Dt 18,10-12)

Pe. Alberto Gambarini
Extraído do livro 'Católico pode ou não pode?'

UH É O EAC!!!

Bem-vindo ao seu novo blog favorito!


Oi! Esse é o novo blog do EAC da Paróquia Sangue de Cristo, criado como mais uma forma de contato com você!
Estaremos em constante atualização, trazendo sempre muitas novidades!
Não deixe de nos visitar!
Esperamos que você goste! =]